As Palavras Fugiram: Resenha: Arquiteto do Esquecimento - Marcos Bulzara

ISBN: 9788562660160
Páginas: 470
Editora: Life Editora
Ano: 2010
Avaliação:

Conheça a impressionante história de Doran Visich. Ele sobreviveu milagrosamente aos campos de concentração nazistas e transformou-se no gênio por trás da maior criação da indústria farmacêutica mundial: uma droga capaz de apagar a memória humana. Mesmo depois de vencer inúmeras barreiras, ganhar milhões e conquistar posição de destaque no mundo da ciência, ainda existe uma culpa que o prende ao passado e o impede de ser feliz. Até o dia em que ele finalmente conhece a verdade que buscou por mais de cem anos! O Arquiteto do Esquecimento revela uma trama visceral e emocionante. Você será arrebatado numa história de ódio e perdão; de perseverança e resgate; de esperança e salvação.

O livro conta a história de Doran Visich, um judeu polaco que sobreviveu aos campos de concentração. O livro é narrado em sua maioria por ele, embora existam alguns capítulos narrados por Constantine (sua irmã), Isabel, ou Constantine (a filha).
O livro é dividido em cinco partes, e conta desde a infância até á morte de Doran.
Este livro me fez ver o quanto a vida é longa, e curta ao mesmo tempo.

O livro começa de uma maneira muito misteriosa, o primeiro capitulo só é explicado bem no final do livro, embora você precise de vários detalhes encontrados ao longo da leitura para entender.
O livro não segue uma ordem cronológica fixa, ele tem vários pulos na continuidade, flashbacks do passado e voltas ao presente, se você não estiver com atenção corre o risco de se perder na leitura.

A escrita é extremamente descritiva, o que, confesso, me atrapalhou no inicio, mas assim que engrenei na leitura não consegui mais parar, a história em si tem tanto para contar que acaba nos prendendo.
Acho que a unica coisa que me atrapalhou mesmo foi a formatação, em diálogos eu ficava sem ter a certeza quando acabava a fala e passava para descrição e quando voltava a fala, por falta do travessão quando esta acabava.

Todos os personagens estão super bem descritos e são muito realistas, é impossível não adorar todos eles, não ficar ansiosa sobre o que vai acontecer com eles e não torcer por eles.

A realidade é que este não é meu tipo de livro, não costumo ler livros sobre a Guerra ou sobre catástrofes pois me entristece muito, prefiro ler livros que fujam da realidade, mas Arquiteto do Esquecimento e Apátrida foram dois livros que eu gostei mesmo sendo desse estilo, recomendo os dois mesmo para quem é como eu e foge desse assunto :)

2 Comentários:

Menu

Siga o blog

Follow As Palavras Fugiram

Ultimas Resenhas



Skoob

Search

A carregar...

Receba a newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Blogs Parceiros

my dear library


Mais parceiros >>

Editoras Parceiras

Eu participo...

Classificação

Não perca seu tempo

É mais ou menos

Bom

Muito bom!!

Leitura obrigatória ;D

Seguidores