As Palavras Fugiram: Conto de Quinta #58





Olá, bem vindo a mais um contos de quinta. Hoje o conto é do Neusir, que todo o mundo conhece como Índio. Para ver mais contos dele basta acessar este blog: Laminas Verbais. A saga de Neri vai ser publicada em vários micro contos. Para ler o primeiro conto basta clicar aqui.


Contos e Causos do Índio - O último guerreiro e a Lua Companheira.



- Se passá desse dia, mais otro e acontecê di nois num voltá, nem que qui tu corra o risco até di morrê salvi o mulequi e fuja daqui qui vai virá o inferno. Depois mostra pra eli a lua cheia qui vai tá tão bunita.
Ao sair da aldeia, com os demais guerreiros, o caboclo Jovino, pressentiu o pior e alertou a esposa.
Mais um confronto armado estava eminente; madeireiros clandestinos, avançavam, destruindo tudo que encontravam pela frente. Com a saída do território, os nativos pretendiam conter os invasores. Era tudo que os madeireiros armados queriam. Na emboscada, não tiveram chance de reação. Tombaram mortos os últimos guerreiros da tribo Jorí. Não demorou e o reduzido povoado estava em chamas.
Amaberia largou as roupas que lavava no quarador à margem do ribeirão e correu em direção a choupana, onde Mambira sua mãe, cuidava de muitas crianças. No exato momento que chegou, o teto de sapê veio abaixo. A índia se atirou ao fogo com o intuito de salvar ao menos um dos filhos:
- Vamu fugi daqui, Mãe Beria! Gritou o menino do lado de fora.
O Garoto de treze anos de idade, retirava a mãe do sinistro. Ele havia saído momentos antes para colher amoras.
Na estrada empoeirada a mulher, com queimaduras por todo o corpo, sem forças para continuar a caminhada, talvez a lugar nenhum, mostrou a Lua Cheia que surgia entre as montanhas e falou:
- Ela é agora sua mãe, sua vó, companheira e anjo de Tupã.
Foram as ultimas palavras de Amaberia antes de entrar na mata fechada para não mais voltar.
O cansaço venceu a raquítica criança que adormeceu a beira do barranco a espera da mãe.
Neri Francisco, o único sobrevivente de sua tribo não soube do suicídio. Durante a noite fizeram o banquete os animais.




E ai pessoal, curtiram? O próximos capítulos desse conto vão ao ar logo logo aqui no blog.
"Contos de quinta" é um espaço para divulgação de contos, poesias, textos em geral de blogueiros e escritores, Se você quiser ver seu texto publicado aqui é só nos contatar por email clicando aqui ou enviando um email direto para aspalavrasfugiram@hotmail.com

0 Comentários:

Menu

Siga o blog

Follow As Palavras Fugiram

Ultimas Resenhas



Skoob

Search

A carregar...

Receba a newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Blogs Parceiros

my dear library


Mais parceiros >>

Editoras Parceiras

Eu participo...

Classificação

Não perca seu tempo

É mais ou menos

Bom

Muito bom!!

Leitura obrigatória ;D

Seguidores