As Palavras Fugiram: Contos de Quinta #09

Oie pessoal, bem vindo a mais um contos de quinta!
Hoje o conto é da autora Patrícia Gomes,de Belém. Então, vamos ao conto?


First Date


Olá! A senhorita gostaria de dançar? - Naquele momento jamais imaginaria que aquela pergunta mudaria toda minha vida

Em um dia chuvoso quando estava voltando pra casa depois da escola me deparei com uma loja de antiguidades que parecia não pertencer ao cenário da cidade grande mas eu sabia ela sempre esteve lá, mas nunca me chamou tanta atenção, de alguma forma me senti atraída por ela.
Quase que por impulso abri a porta e ouvi o barulho que o sino fez anunciando minha chegada, dentro da loja estava quente e vazia, eu pude ver muitos objetos antigos mas todos muito bem cuidados e no balcão de madeira havia uma pequena vitrine onde mostrava vários colares e anéis todos bem polidos e brilhantes, normalmente essas jóias teriam minha total atenção, mas dessa vez o que chamou minha atenção não foi nenhum dos objetos ali exposto para venda mas sim uma musica vindo de algum lugar mas ao interior da loja, ela era calma e suave mas aos poucos foi ficando mais alta ao ponto de me fazer pensar que a musica estava somente em minha cabeça, de certa forma eu sentia que queria chegar mais perto da musica e comecei andar para não-sei-onde, aos poucos sentia que a musica estava mais alta e clara e então meio que me pus a correr dentro da loja, nunca fui intrometida mas somente não conseguia resistir, me assustei quando vi aonde tinha chegado, era uma sala que continha muito dourado em sua decoração e com os moveis antigos era como se a sala tivesse sido tirada daqueles filmes da realeza na alta idade media, a musica enchia o ar daquele lugar, deixei minha mochila no chão e quando percebi estava dançando, dançando na verdade não é bem a palavra, nunca havia dançado na vida então não é como se eu soubesse mas a musica me levava e sentia que estava flutuando e percebi em minha visão periférica que em toda aquela sala dourada havia um quadro, ele era belo e colorido era o quadro mais lindo que já havia visto na vida, ele mostrava um baile com um salão amplo e dourado como e com muitas pessoas dançando e no centro havia uma moça de cabelos castanhos e ondulados que caiam em suas costas, sua pele era clara e suas bochechas rosadas, seu vestido era de um rosa claro que a deixava deslumbrante, mas ela estava dançando sozinha olhando para o horizonte com um sorriso tímido, ela me pareceu tão triste que eu suspirei, olhei para baixo e quando voltei a encarar o quadro tive outro susto a garota já não estava olhando para o horizonte como da ultima vez que tinha visto, ela estava olhando em minha direção com um sorriso encantador, eu esfreguei os olhos para ter certeza de que não estava imaginando e quando voltei a olhar o quadro, a garota ainda estava sorrindo pra mim, estiquei os dedos e aproximei da tela, deixei que meus dedos ficarem bem próximos a pintura mas não a toquei, ela era tão bonita que sentia que se a tocasse ela iria se desfazer em minhas mãos, de repente uma mão agarrou meu pulso, eu tentei me livrar dela mas ela me puxou e senti meus pés saírem do chão.


Continua...


E aí, o que acharam?
Contos de quinta é um espaço para divulgação de contos, poesias, textos em geral de blogueiros e escritores, (talvez um dia eu publique um conto meu, quem sabe? rsrs), Se você quiser ver seu texto publicado aqui é só me contatar por email clicando aqui ou enviando um email direto para aspalavrasfugiram@hotmail.com

1 Comentários:

Menu

Siga o blog

Follow As Palavras Fugiram

Ultimas Resenhas



Skoob

Receba a newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Blogs Parceiros

my dear library


Mais parceiros >>

Editoras Parceiras

Eu participo...

Classificação

Não perca seu tempo

É mais ou menos

Bom

Muito bom!!

Leitura obrigatória ;D

Seguidores