As Palavras Fugiram: Resenha: Apátrida - Ana Paula Bergamasco

ISBN: 9788599721148
Páginas: 338
Editora: Todas as falas
Ano: 2010
Avaliação:

Uma pequena vila na Polônia. Uma menina repleta de vida. Um encontro. Vidas Ceifadas. Sonhos Destruídos. Infâncias Roubadas. As recordações da personagem Irena amarram o leitor na História do Século XX. Baseado no estudo dos fatos que marcaram a época, o palco da narrativa é a conturbada Europa pós Primeira Guerra Mundial, culminando com a eclosão da Segunda Grande Guerra e a destruição que ela provocou na vida de milhões de pessoas. A narradora conduz a exposição em primeira pessoa, e remete o leitor a enxergar, através de seus olhos, o cotidiano a que ficou submetida. É um relato humano, sincero e envolvente que revela a passagem da vida infantil feliz da menina, para o tumulto da existência adulta, cheia de contradições.


Apátrida chegou semana passada pelo Booktour da autora, como já tinha ouvido falar tão bem do livro eu decidi me inscrever.

Como podem ver pela sinopse, Apátrida é um pouco diferente dos livros que costumo resenhar por aqui. Apesar de ser de um estilo bem diferente do meu, eu adorei.

Apátrida conta a história de Irene, uma jovem Polaca que nos conduz ao longo de sua vida, uma vida que não é foi nada fácil.
O livro começa com o final, e todo ele não segue uma ordem cronológica rígida, sendo que são intercalados capítulos da época da guerra com capítulos de quando ela já está morando no Brasil.

A história é simplesmente linda, me fez chorar, sorrir e suspirar de alivio!
A jornada de Irene começa quando ela era ainda uma criança, conta sobre a sua família, sobre seus amigos.

É uma linda história de determinação, de superação e de amor. Escrita de maneira leve, embora envolvente, ela nos passa muita emoção. Escrito com algumas palavras polacas me deixou realmente dentro da história, achei muito legal a autora ter usado palavras e expressões em polaco e alemão.

Quanto aos personagens os achei muito completos, muito humanos.
Em Irene vamos percebendo as mudanças, o seu crescimento, a força que ela vai adquirindo ao longo do livro, além de ter visto e vivido horrores ela consegue continuar vivendo. Ela começou sendo uma criança muito inocente, até se tornar a mulher adulta que vemos no primeiro capitulo.
Jacob, bem, eu sinceramente não gostei muito dele, embora ele seja um personagem muito bem construído. Jacob é judeu, e por ele podemos ver o que os judeus sofreram na guerra, além de vermos um pouquinho de seus costumes.
Toda a família de Irene é encantadora, pessoalmente achei cada personagem fascinante de uma maneira diferente, me encantei especialmente com Andrzej, na verdade com todos.

Este livro está sendo muito difícil de resenhar! rsrs
Enfim, eu amei Apátrida e nem sequer gosto muito de livros deste tema, então imaginem quem gostar? Eu aconselho a todos lerem este livro, podem ter a certeza que já está na minha lista de compras :)

2 Comentários:

Menu

Siga o blog

Follow As Palavras Fugiram

Ultimas Resenhas



Skoob

Search

A carregar...

Receba a newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Blogs Parceiros

my dear library


Mais parceiros >>

Editoras Parceiras

Eu participo...

Classificação

Não perca seu tempo

É mais ou menos

Bom

Muito bom!!

Leitura obrigatória ;D

Seguidores