As Palavras Fugiram: Resenha: Caçadores de Bruxas - Raphael Draccon

Saga: Dragões de Éter v.1
ISBN: 9788562936333
Páginas: 438
Editora: Leya
Ano: 2010
Avaliação:
Nova Ether é um mundo protegido por poderosos avatares em forma de Fadas-Amazonas. Um dia, porém, cansadas das falhas dos seres racionais, algumas delas se voltam contra as antigas raças. E assim nasce a Era Antiga.
Essa influencia e temor sobre a humanidade só tem fim quando Primo Branford, o filho de um moleiro, reúne o que são hoje heróis mais conhecidos do mundo e lidera a histórica e violenta Caçada de Bruxas.
Primo Branford é hoje Rei de Arzallum, e por 20 anos saboreia, satisfeito, a Paz. Nos últimos anos, entretanto, coisas estranhas começaram a acontecer...”


Se você já se perguntou alguma vez o que aconteceu com os irmãos João e Maria Hanson, com Ariane (conhecida como “a menina do chapéu vermelho”) e até mesmo com o capitão pirata James “mão-de-gancho”, já passou da hora de ler “Dragões de Éter”.

Diferente do que sugere o título, os “dragões” da narrativa são aquelas personagens lendários, que pensamos que não existem fora dos contos-de-fadas, mas que possuem uma personalidade a qual os Irmãos Grimm jamais imaginariam.

Além do mais, Draccon escreve de forma que me pareceu estar sentado em uma taverna ouvindo um excelente bardo contar brilhantes histórias (e sinto que ainda devo pagar-lhe uma bela caneca de cerveja).

Porém ainda há algo que torna a narrativa ainda mais emocionante, que é a existência dos semideuses criadores, já que eles existem, mesmo que ninguém alguma vez os tenha visto e eles jamais se apresentarem.

Vale totalmente à pena conhecer profundamente (ou quase) personagens de histórias que marcaram a infância de todos que já leram, assistiram ou ouviram os clássicos contos de fadas. Ainda mais por ler (mesmo que pareça que esteja ouvindo) uma intrigante Caça ás Bruxas onde todos os personagens te surpreendem em algum momento que você realmente não esperava, mostrando seu verdadeiro poder, criando sua marca na história de Nova Ether, se tornando (ou tentando se tornar) uma lenda, um Dragão.


Resenha por Octávio Henrique

4 Comentários:

Menu

Siga o blog

Follow As Palavras Fugiram

Ultimas Resenhas



Skoob

Receba a newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Blogs Parceiros

my dear library


Mais parceiros >>

Editoras Parceiras

Eu participo...

Classificação

Não perca seu tempo

É mais ou menos

Bom

Muito bom!!

Leitura obrigatória ;D

Seguidores