As Palavras Fugiram: Resenha: Teia Virtual - Carlos Eduardo R. Bonito

ISBN: 9788563586063
Páginas: 260
Editora: Literata
Ano: 2010
Avaliação:

A Internet é realmente um dos maiores veículos de comunicação já criados na atualidade. Nela podemos ser o que queremos, fugindo assim do mundo real, criando um mundo paralelo, onde figuramos de anjos a demônios, podendo até alimentar o ódio de não ser aceito pela sociedade no mundo real. Assim começa a elaboração de uma teia nociva, permissiva e a falsa impressão de se conseguir tudo o que se quer, pela lei do menor esforço. Pessoas emocionalmente vulneráveis, de alma fraca, que transitam do mundo real ao virtual, na busca das soluções para seus problemas ou do sucesso pessoal, como, por exemplo, ser bem sucedida, como a invejada prima, sem nenhum esforço, acabar com a depressão, por ser um astro de rock e não saber lidar com o sucesso e a fama, ou alcançar a felicidade, estabilidade financeira e ser aceito como homossexual, no seio de uma família com valores que não aceitam esse comportamento, ou até mesmo, indo mais além, aos olhos da crença de uma ex –atleta, a palavra de Deus é distorcida e usada para se libertar e “libertar” a alma do seu marido, onde, na verdade só há o desejo de vingança. Afinal, a indução ao ódio é possível? Devemos ou não libertar os nossos demônios? Tudo é possível, quando se deixa cair e se prender a uma TEIA VIRTUAL doentia criada por um ser humano com uma inteligência fora do comum, mas renegado pela sociedade.


Teia Virtual nos trás a história de um promotor que no tribunal se depara com casos estranhamente interligados entre si. Em todos os casos o acusado afirma ter sido influenciado por alguém com quem conversava virtualmente.
Isso é o que torna este livro interessante, a atualidade dele por discutir uma coisa que todos usamos, mostrando o outro lado da internet, a insegurança, o fato e não conhecermos verdadeiramente com quem estamos conversando.

Além do drama dos acusados, o autor foca também nas relações familiares e amorosas, deixando em foco especialmente a história do promotor Alexandre, que tem problemas com o irmão e com Helena, sua ex-namorada. Achei isso bacana, mostra que além de na vida profissional dele ele procurar a justiça, na vida pessoal ele tem defeitos.

Os personagens são muito bem construídos, Alexandre, Helena e Beth são os mais reais, embora o serial killer também esteja muito bem representado. O irmão de Alexandre foi o que me pareceu mais fictício em toda a história.

A diagramação do livro é legal, as teias nas páginas e os inícios de capítulos, mas algumas linhas de dialogo falte quebra de linha.
Durante a leitura achei vários erros de digitação e ortográficos também, não sei como as editoras deixam passar esses erros na revisão.

Mas tirando esses detalhes, a escrita é agradável, com capítulos narrados por pessoas diferentes com diversos pontos de vista da história. Quando você engrena na história é difícil parar!
O enredo é interessante, se você gosta do estilo policial este é um livro para você.

3 Comentários:

Menu

Siga o blog

Follow As Palavras Fugiram

Ultimas Resenhas



Skoob

Receba a newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Blogs Parceiros

my dear library


Mais parceiros >>

Editoras Parceiras

Eu participo...

Classificação

Não perca seu tempo

É mais ou menos

Bom

Muito bom!!

Leitura obrigatória ;D

Seguidores