As Palavras Fugiram: Contos de Quinta #60

O conto de hoje é da Julia Molinari, para mais poemas e contos confiram o blog Brincando com as Palavras.


As folhas não mentem



Quando as portas do céu se abrem, o que posso ver? Talvez um anjo, ou nuvens macias e brancas... Talvez um oásis, fresco e belo. Ou talvez seja você, o príncipe que espero, um espectro sem forma.

Debaixo desta lua, não há o que se possa fazer, além de orar, por que não posso mais vê-lo. Sozinha, na penumbra, minhas lagrimas já secaram. E me contento em ouvir o som da viola ao longe...

Não sei se quebro, ou me desfaço, para alcançá-lo. Não sei se corro, ou se espero, ou simplesmente desisto, Lua brilhante no céu, pode me responder?

As folhas dizem a verdade, noite e dia, foi isso que me disse não é? Tento entender a mensagem que elas sussurram, mas acho que elas apenas caçoam da minha fraqueza. Você se parece com elas...

Olhos nos olhos, quero ver o que você diz. Mas temo a palavra amor, pois ela pode tanto trazer alegria quanto sofrimento. Acabo por me esquecer.


E ai pessoal, curtiram? Os próximos contos vão ao ar logo logo aqui no blog. "Contos de quinta" é um espaço para divulgação de contos, poesias, textos em geral de blogueiros e escritores, Se você quiser ver seu texto publicado aqui é só nos contatar por email clicando aqui ou enviando um email direto para aspalavrasfugiram[@] gmail [.] com

1 Comentários:

Menu

Siga o blog

Follow As Palavras Fugiram

Ultimas Resenhas



Skoob

Receba a newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Blogs Parceiros

my dear library


Mais parceiros >>

Editoras Parceiras

Eu participo...

Classificação

Não perca seu tempo

É mais ou menos

Bom

Muito bom!!

Leitura obrigatória ;D

Seguidores