As Palavras Fugiram: Resenha: Anjo Negro - Mallerey Cálgara

ISBN: 9788577184958
Páginas: 207
Editora: Novo Século - Novos Talentos da Literatura Brasileira
Ano: 2011
Avaliação:
Até onde você iria para salvar a pessoa que você ama? Até que ponto se sacrificaria e tudo pelo qual você lutou e acreditou? Para muitos, quando tudo parecia ser o fim, para Darian foi apenas o início. Filho de um Anjo que se apaixonou e se envolveu com um humano, e após ser transformada em mortal, comete suicídio. Com a passagem livre entre os dois mundos, Darian recebe uma proposta do Arcanjo Miguel de recolher dez mil almas que querem ser salvas e colocá-las em uma caixa angelical. Ele vê nesta proposta um meio de amenizar o sofrimento de sua mãe que se encontra no vale dos suicidas. Contando com a ajuda de seu Anjo da guarda, Hadji, ele parte em uma jornada de aprendizagem, mas com grandes conflitos e indecisões. Porém, não só apenas os Anjos do bem o observavam, e uma nova proposta de maior peso, lhe foi feita, por Iblis, o senhor dos infernos: “-... Apenas dez mil almas simples, comuns, por uma especial, uma troca justa.” Cabendo somente a ele, tomar a decisão de não lhe entregar a caixa ou, de salvar sua mãe e tornar-se um Anjo Negro.

Quando Anjo Negro chegou pelo correio com sua capa lindona eu tive que me segurar para ler, estava super empolgada, afinal adoro histórias medievais e romances históricos. Infelizmente acho que minhas expectativas estavam muito altas, o livro acabou não superando algumas delas, mas mesmo assim a história é bem legal!

Anjo Negro nos conta a história de Darian, filho de uma anja e um humano, que tem seu destino mudado depois de um estranho sonho. Subitamente ele descobre que é um Nephilim e que sua missão é resgatar as almas que querem ser salvas e acharam o perdão.
No inicio do livro somos introduzidos a uma Londres atacada pela peste negra, onde a população tinha muitas crenças em mitos, e acreditava que a doença era um castigo divino.

Eu não sei se vocês sabem, mas eu sou viciada em história, ainda mais medieval, acho tudo muito fascinante e talvez por esse meu gosto eu tenha achado algumas partes da história mais confusas, ou até 'fora de época'.
A realidade é que Anjo Negro, em toda a sua leitura, não parece estar acontecendo na Europa Medieval, ele está escrito atemporalmente, a história pode se passar nos dias de hoje também.

Algumas partes foram confusas para mim, embora eu seja um pouco lenta ás vezes, tive que reler. Em sua grande parte isso deve-se á edição do livro.
Cada vez eu começo a ficar mais com o pé atrás com a editora Novo Século, em outras resenhas que fiz de livros da editora comentei o mesmo, a revisão do livro não está legal, são vários os erros gramaticais e outros erros de digitação básicos, erros que uma editora não pode cometer!
Começo a achar seriamente que eles não lêem os livros antes de mandá-los para a gráfica....Mas quero deixar bem claro que isso não é culpa da autora, ela contratou um serviço da editora que não foi bem prestado.

O livro é fininho, com narrador em primeira pessoa que em quase todos os capítulos é Darian, exceto um ou dois capítulos que são narrados por Hadji. A leitura é agradável, e é super rapidinho de ler.
Anjo Negro conta com algumas histórias comoventes quando as almas são salvas, além de ter um final inesperado!

Qual o limite entre o certo e o errado para salvar alguém que você ama? É essa e outras perguntas que vão fazer você devorar este livro ;)

3 Comentários:

Menu

Siga o blog

Follow As Palavras Fugiram

Ultimas Resenhas



Skoob

Search

A carregar...

Receba a newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Blogs Parceiros

my dear library


Mais parceiros >>

Editoras Parceiras

Eu participo...

Classificação

Não perca seu tempo

É mais ou menos

Bom

Muito bom!!

Leitura obrigatória ;D

Seguidores