As Palavras Fugiram: Entrevista - Jean Postai


Jean Postai iniciou sua carreira no mundo jurídico aos 14 anos, trabalhando como office-boy em um escritório de advocacia. Após, foi estagiário de Direito tanto em escritório de advocacia quanto no Tribunal de Justiça e bacharel, até tornar-se advogado, pós-graduado em Direito Civil pela PUC-PR. Atualmente, é sócio do escritório Souza Postai Advogados Associados, em Joinville, Santa Catarina. Além da advocacia, é apaixonado por viagens, razão pela qual já viajou para todos os continentes do planeta apenas com uma mochila nas costas, com exceção da Antártica (que não vai sossegar até conhecer).



Sempre gostou de escrever ou é um talento descoberto recentemente?
Me lembro que escrevia desde os 13 anos, inventando histórias e tramas. Geralmente eu começava a escrever e parava na página 40, até hoje não sei o porquê. Depois que comecei a escrever “O Advogado da Vida” e cheguei na página 50, minha vida mudou rsrsrs
Foi como se tivesse descoberto que poderia terminar o thriller (começar é fácil, o difícil é finalizar!).


O que o levou a tomar a decisão de escrever um livro? Como surgiu a ideia para o tema?
Falta Thriller Jurídico no Brasil, escrito por advogados brasileiros. Quero escrever livros empolgantes, com tramas elaboradas, que intriguem os leitores e que falem sobre temas jurídicos, com base na nossa Lei mesmo. A primeira frase da sinopse do meu livro, que é “Quando começa o direito à vida?” resume bem os meus objetivos: linguagem clara, acessível e o Direito exposto de forma interessante e intrigante, sem muita frescura.


O que mais o inspirou?
Vontade de criar. Sou apaixonado por criatividade.


Fale um pouquinho sobre o seu livro :)
“O Advogado da Vida” é um thriller jurídico que questiona o mais fundamentos dos direitos: o direito à vida. Quando o médico Arthur é preso por supostamente realizar abortos em sua clínica, cabe a um advogado jovem e impetuoso a sua Defesa. Será que ele vai ser condenado? Aliás, o médico DEVERIA ou não ser condenado?
O advogado vai sofrer alguma perseguição?
São algumas das muitas questões do livro.


Foi necessária muita pesquisa para desenvolver seu livro?
Sim. Usei um pouco da minha experiência no Direito, mas também pesquisei as legislações aplicáveis no livro. E o pior, eu não pude comentar nenhuma delas ali! Ou seja, o livro é tão simples que não menciona nenhuma Lei específica, mas toda a trama é baseada em uma situação que poderia sim acontecer na vida real, com base nas nossas leis.


Dos personagens que você criou, qual seu favorito?
Teo. Divertido, intrigante e, perto do final da trama, essencial. Afinal, sem ele o advogado não poderia (trecho retirado por constar SPOILER! rsrsrs), o que ajudou no julgamento final, então sem dúvida a presença dele é fundamental...


Como foi o processo de publicação do seu livro? E qual foi o maior obstáculo para essa publicação?
Mandei os originais para a Novo Século, que aceitou publicar o Thriller Jurídico, até por ser um tipo de livro inexplorado no Brasil. Exigiram apenas que eu ajudasse a vender os meus exemplares também, o que tem dado um trabalhão!


Quais os seus autores favoritos?
Agatha Christie, pela forma como abordava o suspense. Júlio Verne, pela aventura e imaginação. Machado de Assis, pela originalidade na forma de escrita. George Orwell, pelo questionamento.


O que acha dos blogs e sites literários?
Essenciais! Ajudam muito a divulgar o livro e fazem o escritor entrar em contato com o leitor. Sem vocês eu seria um completo desconhecido! Rsrsr Obrigado por toda a ajuda.


O que é fundamental para escrever um livro? Dê um conselho aos futuros autores ;)
Persistência, garra e força de vontade. Todo mundo quer escrever um livro. Todo mundo escreve um texto de 1 ou 2 páginas. Mas escrever um texto de 300 ou 400 páginas exige muito mais. Faça, termine seu livro. Depois, se for o caso, vá lapidando seu diamante. Mas não passe a vida apenas imaginando como ele seria...



Muito obrigada pela parceria e pela entrevista, muito sucesso sempre :)
Eu que agradeço! Espero que gostem do livro e que curtam cada vez mais o Thriller Jurídico no nosso país!
Um abraço!

Para saber mais sobre o livro confiram a postagem aqui no blog, o Facebook ou o Skoob do livro.

0 Comentários:

Menu

Siga o blog

Follow As Palavras Fugiram

Ultimas Resenhas



Skoob

Receba a newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Blogs Parceiros

my dear library


Mais parceiros >>

Editoras Parceiras

Eu participo...

Classificação

Não perca seu tempo

É mais ou menos

Bom

Muito bom!!

Leitura obrigatória ;D

Seguidores